• Redação

Aprovados no concurso da polícia civil cobram por nomeação



Aprovados no concurso de 2018, da Polícia Civil da Bahia, estiveram reunidos em frente a Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na manhã da última sexta-feira (16), protestando contra a demora das nomeações.


Com faixas, vestidos de pretos e ecoando as frases de ordem cerca de 100 aspirantes à policiais civis dos 313 aprovados, protestaram na frente a governadoria. “Toda vida importa, toda vida importa, nomeia esses guerreiros governador Rui Costa”, faz dois anos, nessa labuta, governador peça desculpa”.


Para a comissão formada pelos aprovados eles esperam com expectativa que o governador Rui Costa faça a nomeação até o dia 31 de agosto, quando vence o prazo do concurso, embora, o edital prevê prorrogação de mais 1 ano, ficando para 2021 para que os 313 serem nomeados.


Em uma live Papo Correria realizada pelo governador na terça-feira (7), Rui Costa respondeu que “em breve fará a nomeação, pois precisa fazer a compatibilização orçamento e finanças e com a nova lei federal que proibir gasto com pessoal, aguardando a finalização das aposentadorias com essas pessoas, para não incorrer descumprimento da lei”.


Caso o governador não venha a nomear até o dia 31 de agosto, os aprovados irão entrar com uma representação no Ministério Público da Bahia, para que sejam tomadas medidas necessárias para nomeação desse policiais, “terminei o curso de formação da academia e quero ser nomeado para proteger e servir”, afirmou um dos aprovados.


OPINIÃO RX:


Policiais civis também estão na linha de frente no combate à criminalidade. Atualmente existem na Bahia mais de 1.000 policiais civis com covid-19, e tantos outros no grupo de risco por causa da idade, ou prestes a se aposentar. Não nomear os aprovados em concurso é aumentar o número da criminalidade. Porque a pandemia vai passar, mas os crimes e os criminosos continuarão há existir.

Veja Mais

Veja Mais