• Redação

Bolsonaro anuncia criação do programa Renda Cidadã


Em declaração à imprensa, nesta segunda-feira (28), no Palácio do Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a criação do programa Renda Cidadã, em substituição ao Bolsa Família, com o objetivo de atender a 10 milhões de brasileiros que, a partir de janeiro, com o término do pagamento do auxílio emergencial, não terão do que sobreviver.  



O presidente se reuniu com ministros, senadores e deputados no Congresso, buscando os entendimentos e os recursos, com responsabilidade fiscal e respeitando a lei dos tetos, necessários para implementação do programa, "na busca de recuperar os empregos e atender aqueles conhecidos como invisíveis, porque o Brasil precisa voltar a normalidade o mais rápido possível", afirmou Bolsonaro.



Para patrocinar o novo programa, serão utilizados do orçamento R$55 bilhões de precatórios, 2% das receitas recorrentes liquidas do governo federal, juntando com os recursos que já patrocinavam o Bolsa Família e até 5% dos recursos novos do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).



O Programa Renda Cidadã irá promover o custeio básico para os cidadãos viverem dignamente, além de atender milhares de famílias que ficaram sem renda durante a pandemia e sem perspectiva de vaga no mercado de trabalho. Um outro avanço anunciado pelo governo com a criação do programa, é que não haverá aumento de impostos. Deste modo, o governo garante que o país volte a entrar nos trilhos para a retomada da economia.

Veja Mais

Veja Mais