• Redação

EUA autoriza extradição de mercenários acusados ​​de ajudar brasileiro a fugir do Japão


A Suprema Corte dos Estados Unidos abriu no mês passado o caminho para a extradição dos veteranos das Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos, Michael Taylor 60 anos, e seu filho, Peter Taylor 27, acusados ​​de ajudar Carlos Ghosn, a fugir do Japão enquanto ele aguardava julgamento por crimes financeiras.




O ex-presidente da Nissan Motor Co Ltd, o franco-brasileiro de origem libanesa Carlos Ghosn, fugir do Japão, com ajuda do pai e um filho americanos, conhecido como soldados da fortuna (mercenários), que realizam missões pelo mundo para quem puder pagar.



Os Taylors, estão custodiados nos Estados Unidos, desde sua prisão em maio 2020, na manhã nesta segunda-feira deixaram a prisão para serem levados de avião para o Japão, onde serão entregues às autoridades japonesas.



Eles foram acusados ​​no ano passado de ajudar Ghosn a fugir do Japão em 29 de dezembro de 2019, escondido em uma caixa e em um jato particular antes de chegar a sua casa de infância, o Líbano, que não tem tratado de extradição com o Japão.



Ghosn estava aguardando julgamento por acusações de envolvimento em irregularidades financeiras, inclusive por esconder sua compensação nas demonstrações financeiras da Nissan. Ghosn nega qualquer irregularidade.



Os promotores disseram que os Taylor, um especialista em segurança privada de 60 anos, e Peter Taylor, 27, receberam US $ 1,3 milhão pelo serviço.



Os Taylors travaram uma campanha de meses para pressionar seu caso contra a extradição nos tribunais, na mídia, no Departamento de Estado e na Casa Branca com a ajuda de uma coleção de advogados e lobistas poderosos.



Os advogados dos Taylors argumentaram sem sucesso nos tribunais dos EUA que seus clientes não poderiam ser processados ​​no Japão por ajudar alguém a “pagar a fiança” e que, se extraditados, enfrentariam interrogatórios implacáveis ​​e tortura.



Carlos Ghosn Bichara era diretor-geral e presidente do Grupo Renault. E também presidente e diretor executivo da empresa japonesa Nissan, presidente de Mitsubishi Motors e presidente da fabricante automobilística russa AvtoVAZ.



Fonte: Reuters

Veja Mais

Veja Mais