• Redação

Exército faz remoção aérea de criança indígena para hospital militar


Uma criança da etnia Yanomami, apresentava um quadro clínico de pneumonia, além da covid-19, foi removida da comunidade por uma aeronave do 4° Batalhão de Aviação do Exército (4º BAvEx), do Comando da 2ª Brigada de Infantaria de Selva (2ª Bda Inf Sl), para o Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira (HGu SGC). O resgate aeromédica da criança de um ano e oito meses de idade, foi necessário devido seu quadro clinico.



Como parte dos esforços de combate à pandemia do novo coronavírus, militares do 4° Batalhão de Aviação do Exército (4º BAvEx), vem realizando diversas operações de regastes.



A criança e a mãe são moradoras da Comunidade Indígena do Maiá, área de difícil acesso, a 170 km de São Gabriel da Cachoeira e a mais de 800 km de Manaus. Chegando ao hospital, a criança foi submetida a uma avaliação pediátrica, realizou exames para a obtenção de um diagnóstico com exatidão e permaneceu internada para receber a medicação e o tratamento médico necessários.



Por parte dos trabalhos de combate ao novo coronavírus, o 4º Batalhão de Aviação do Exército (4º BAvEx) realiza diversas Operações juntamente com militares do serviço de saúde oriundos do Hospital das Forças Armadas (HFA), sediado em Brasília, e de militares do 61º Batalhão de Infantaria de Selva (61º BIS).




Os militares envolvidos na operação para distribuir os medicamentos em diversas aldeias isoladas de toda a região noroeste do estado, levando atendimento médico, odontológico e inúmeros medicamentos. Mais de 30 horas de voo foram empregadas em proveito da Operação, a fim de viabilizar o cumprimento dos trabalhos de combate à pandemia do novo coronavírus.




Fonte: EB



Veja Mais

Veja Mais