• Redação

Firmado convênio que vai fomentar cadeia produtiva de leite no Nordeste


O Banco do Brasil assina, com o Grupo Betânia, convênio que vai beneficiar os produtores rurais de uma das mais importantes cadeias produtivas de todo o produtores rurais. O programa abrangerá pequenos, médios e grandes produtores vinculados à empresa e apresenta um potencial de atendimento de mais de 2.000 famílias.



Este convênio facilitará o acesso dos produtores ao crédito assistido, apoiando a tecnificação no campo, qualificação da produção e redução de custos. O financiamento será destinado a finalidades como aquisição de semoventes, suporte forrageiro, infraestrutura, aquisição de máquinas e equipamentos, além do custeio de insumos.




O Grupo Betânia tem mais de 50 anos de experiência na atividade, com destacada presença da região nordeste (CE, RN, PB, PE, SE, AL e BA) e possui, atualmente, capacidade de processamento de 1 milhão de litros de leite por dia. A empresa tem sede em Fortaleza (CE) e atua no beneficiamento de leite, fabricação de derivados, produção e comercialização de sucos, néctares e produtos similares, bem como no comércio atacadista de leites e laticínios em geral.



Foi a Betânia Lácteos que criou, em 2019, o Instituto Luiz Girão, com o intuito de fornecer consultoria técnicas aos produtores. Desde então, já foram realizados 1.558 atendimentos que beneficiaram 549 famílias nos estados do Ceará, Pernambuco, Sergipe e Bahia. O Instituto será o correspondente bancário do BB junto aos fornecedores do Grupo Betânia, fazendo esta conexão direta entre o crédito e o agricultor.



“A parceria do BB com a Betânia Lácteos reflete o alinhamento dos objetivos do Banco e do cliente, que se preocupam em evitar que o produtor rural deixe o campo. Assim, nos juntamos para viabilizar acesso ao crédito adequado às necessidades desse produtor, além de disponibilizar apoio técnico qualificado e acompanhamento durante todo o processo” comenta João Carlos de Nóbrega Pecego, vice-presidente de Negócios de Atacado.



“O desenvolvimento sustentável é uma de nossas principais diretrizes e este projeto vai ao encontro desta importante premissa de nossa estratégia corporativa”, analisa o diretor de Corporate and Investment Banking do Banco do Brasil, Francisco Lassalvia. “E temos que ressaltar também que esse convênio contribui significativamente para o desenvolvimento econômico e social da região, beneficiando os produtores e elevando o potencial de geração de renda”, completa.



“Nosso objetivo é fomentar o desenvolvimento e integração da cadeia pecuária leiteira, ampliando a aplicação do crédito rural com capacitação do produtor, incentivando a adoção de novas tecnologias e a melhoria genética”, completa Antônio Chiarello, Diretor de Agronegócios do BB.



Para Vitor Bruno Girão, presidente da Betânia Lácteos, é de grande interesse da companhia estabelecer um vínculo forte com os produtores. Melhorar as condições econômicas do produtor e de sua família traz sustentabilidade para o negócio e para a cadeira produtiva. “O produtor ter um negócio perene e saudável, ajuda-nos a aumentar a escalabilidade de nossa produção, pois teremos a garantia da qualidade e da quantidade daquele fornecimento”, avalia.

Veja Mais

Veja Mais