• Redação

Forças israelenses matam repórter da Al Jazeera Shireen Abu Akleh



As forças israelenses mataram a tiros o jornalista da Al Jazeera Shireen Abu Akleh na Cisjordânia ocupada, segundo o Ministério da Saúde palestino.



Ela foi atingida por uma bala real nesta quarta-feira (11), enquanto cobria ataques israelenses na cidade de Jenin, segundo o ministério e jornalistas da Al Jazeera.



Em imagens de vídeo do incidente, Abu Akleh pode ser visto vestindo uma jaqueta azul claramente marcada com a palavra “PRESS”.



Abu Akleh, 51, nasceu em Jerusalém. Ela começou a trabalhar para a Al Jazeera em 1997 e reportava regularmente em todo o território palestino ocupado.Outro jornalista palestino, Ali Samoudi, foi ferido nas costas pelo fogo israelense, mas está em condição estável.



Em comunicado, a Al Jazeera Media Network condenou o “assassinato flagrante” que viola “leis e normas internacionais” e chamou a morte de Abu Akleh de “crime hediondo, através do qual se pretende impedir que a mídia cumpra sua mensagem”.



A Autoridade Palestina denunciou o assassinato de Abu Akleh como um “crime de execução”. O funeral de Abu Akleh provavelmente acontecerá na quinta-feira, depois que uma autópsia for realizada.



Fonte: Aljazeera

Veja Mais

Veja Mais