Hospital da Baleia recebe doação de 24 mil garrafas de água mineral



Entrega foi realizada hoje (22 de julho); água mineral é destinada a profissionais que estão na linha de frente do atendimento a pacientes com Covid-19


Para contribuir com a hidratação dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do atendimento à população, a Coca-Cola FEMSA Brasil, maior engarrafadora de produtos Coca-Cola em volume de vendas do país, está fazendo doações de água mineral às unidades de saúde em Minas Gerais. Hoje (22 de julho), a empresa fez a entrega de 24 mil garrafas de 500ml de água mineral Crystal ao Hospital da Baleia, localizado no bairro Saudade, em Belo Horizonte.

Em Minas Gerais, entre junho e julho, outras cinco unidades de saúde que são referência no tratamento de Covid-19 receberam os donativos: Hospital Metropolitano Odilon Behrens, em BH, Hospital Público Regional de Betim Osvaldo Rezende Franco (HRPB), Hospital São Vicente de Paulo, em Itabirito, Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) e o Hospital de Campanha, no Expominas. O total destinado aos seis hospitais no estado é de 144 mil garrafas de água mineral.

A iniciativa, realizada em parceria com a Coca-Cola Brasil, reforça as medidas de segurança neste período de pandemia e reduz o risco de contaminação dos profissionais. "Uma das missões da Coca-Cola FEMSA Brasil é gerar bem-estar social nos lugares em que está presente. Essa iniciativa nos dá a chance de oferecer um produto essencial aos profissionais que estão mobilizados para realizar o trabalho mais essencial neste momento, que é salvar vidas", afirma Ian Craig, CEO da Coca-Cola FEMSA Brasil.

Além de Minas Gerais, a Coca-Cola FEMSA Brasil está apoiando unidades de saúde em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. No total, foram entregues cerca de 400 mil garrafas de água mineral Crystal nos estados atendidos.

Sobre a Coca-Cola FEMSA

Coca-Cola FEMSA, SAB de C.V é a maior engarrafadora do mundo em volume de vendas. A empresa produz e distribui bebidas das marcas registradas da The Coca-Cola Company, oferecendo um amplo portfólio de 131 marcas para mais de 257 milhões de consumidores. Com mais de 83 mil funcionários, a empresa vende anualmente cerca de 3,3 bilhões de caixas unitárias por meio de 2 milhões de pontos de venda. Operando 49 fábricas e 275 centros de distribuição, a Coca-Cola FEMSA está comprometida com a geração de valor econômico, social e ambiental para todos os seus grupos de interesse em toda a cadeia de valor.

A companhia é membro do Índice de Sustentabilidade de Mercados Emergentes da Dow Jones, Índice de Sustentabilidade MILA Pacific Alliance da Dow Jones, FTSE4Good Emerging Index, dos índices IPC e de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da Bolsa Mexicana de Valores, entre outros. Tem operações em determinados territórios de México, Brasil, Guatemala, Colômbia e Argentina e atende nacionalmente Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Uruguai e Venezuela. Para mais informações, visite www.coca-colafemsa.com.

 No Brasil, a empresa está presente como Coca-Cola FEMSA Brasil em 48% do território nacional, empregando cerca de 20 mil funcionários e atendendo mais de 88 milhões de consumidores, distribuídos nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em parte do estado de Goiás. No Brasil, são 10 fábricas, 41 centros de distribuição, 23 Cross Dockings e 21 Cross Trucks, sendo a unidade de Jundiaí (SP) a maior do sistema Coca-Cola no mundo em volume de produção.

Referência em saúde

À disposição dos mineiros, no Hospital da Baleia são mais de 26 especialidades médicas e Centros de Referência em Oncologia Adulta e Pediátrica, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), Ortopedia, Pediatria e Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além do Tratamento e Reabilitação de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais (Centrare). Construído durante uma outra epidemia tão mortal quanto, a tuberculose, Baleia sempre se preocupou de cuidar de quem mais precisava. Desde aquela época, o Hospital conta com a destinação de recursos e doações voluntárias para a cumprir com excelência a sua missão na prestação de serviços de saúde aos mineiros. Todos os anos, são mais de 600 mil procedimentos médicos destinados aos cidadãos de 88% dos municípios mineiros -   grande maioria vinda pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o Hospital da Baleia, parcerias como estas são fundamentais para garantir os mais de 600 mil atendimentos realizados anualmente, e que não podem parar. Danielle Ferreira, Gerente de Mobilização de Recursos do Hospital da Baleia, afirma: “Mesmo diante da crise na saúde mundial, o Baleia continua cuidando dos pacientes com doenças crônicas, e agora com a atenção redobrada.” Por isso, a instituição clama ajuda de pessoas jurídicas e físicas. Artistas também podem ajudar o Hospital da Baleia com a realização de lives culturais beneficentes. É preciso destacar que o Baleia tem em seu DNA a filantropia. "Nossos pacientes em sua maioria pertencem ao grupo de risco por estarem em tratamento de câncer ou nefropatia crônica. Ao longo dos 75 anos de atuação, o nosso foco é atender pessoas carentes, sendo a maioria delas (90%), oriundos do Sistema Único de Saúde (SUS). E é com a ajuda de diversas empresas parceiras e voluntários, que temos construído um importante legado de solidariedade”, disse Danielle Ferreira, gerente de Mobilização e Recursos da instituição.

Veja Mais

Veja Mais