• Redação

Hospital de Campanha em Itinga é fechado



A notícia do fechamento do Hospital de Campanha no Fazendão, no bairro de Itinga, no domingo dia (5), contradiz o aumento de casos do Covid-19 em Salvador divulgados pela Secretaria de Saúde.


Em nota a Secretaria informou que a unidade “cumpriu seu papel” e que atendeu cerca de 100 pacientes crônicos e de longa duração, cujo tempo de internação pode superar os 30 dias. Segundo a nota a gestão foi exemplar, sem nenhum paciente infectado por Covid-19, mesmo com a circulação de 130 profissionais entre médicos, enfermeiros e administrativo.


Enquanto o Governo do Estado fecha o primeiro hospital de campanha com 44 leitos, lembrando que nenhum paciente com Covid foi atendido nessa unidade, estranhamente briga na Justiça para tomar 10 leitos de UTI no Hospital Salvador, que estava disponibilizado para pacientes oriundos da Maternidade Climério de Oliveira.


Na Bahia, nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim das 17h do dia (4), foram registrados 3.171 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +3,9% ), 49 óbitos (+2,4%) e 2.173 curados (+4,0). Dos 85.485 casos confirmados desde o início da pandemia, 57.160 já são considerados curados, 26.275 encontram-se ativos e 2.050 tiveram óbito confirmado. As confirmações ocorreram em 391 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (45,28%).


De acordo com o Secretário de Saúde do Estado “o motivo do fechamento é a boa performance da rede estadual ao absorver essa demanda”.


E o povo que reze para Santa Dulce dos Pobres pra não precisar de um leito de UTI.

Veja Mais

Veja Mais