• Redação

Operações no combate de drogas nas fronteiras batem recordes


O Programa Nacional de Segurança das Fronteiras e Divisas (Vigia) registrou, nos últimos três meses, recorde na apreensão de drogas nas fronteiras e divisas do País. A Operação Hórus, um dos eixos do Programa do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), apreendeu 261 toneladas de drogas, entre maconha, cocaína, haxixe e outros entorpecentes. No primeiro trimestre deste ano, a apreensão foi de 34 toneladas.



Coordenado pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seopi/MJSP), o Vigia conta com uma atuação integrada com as forças de segurança dos estados. O número de efetivo trabalhando diariamente na Operação passou de 261 policiais para 697. No total, a força-tarefa é composta por mais de cinco mil agentes de segurança pública federal, estadual e municipal.



Resultados alcançados pela Operação Hórus durante o período de 29 de abril a 31 de julho:

•              Apreensão de 24,8 milhões de maços de cigarro;

•              Apreensão de 261 toneladas de drogas;

•              Apreensão de 76 embarcações;

•              Apreensão de 1.003 veículos;

•              1.423 criminosos presos;


    R$ 119,1 milhões de prejuízo evitado aos cofres públicos (arrecadação de impostos e tributos); R$ 525,1 milhões de prejuízo aos criminosos com a venda de ilícitos.


Desde abril de 2019, o Programa VIGIA atua com o objetivo de blindar a entrada no Brasil de armas, drogas e produtos contrabandeados pelos cerca de 17 mil quilômetros de fronteira. O programa conta com 64 bases operacionais e operações em andamento nos estados do Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, além das divisas do Tocantins e Goiás.

Veja Mais

Veja Mais