• Redação

Petrobras faz doação para ajudar no resgate de animais no Pantanal


O resgate e tratamento de animais atingidos pelos incêndios florestais no Pantanal ganhou um reforço. A Petrobras fará a doação de R$ 150 mil ao Projeto Bichos do Pantanal para compra de alimentos, água, equipamentos e medicamentos.




Por meio da campanha Ação Bicho Vivo, iniciada em setembro, o projeto arrecada recursos para espalhar água, comprar alimentos como frutas e milho para os animais em áreas atingidas e garantir a estrutura para o trabalho de veterinários e parceiros que fazem a avaliação clínica de animais resgatados e o atendimento emergencial.


Desde 2013, a Petrobras patrocina o Projeto Bichos do Pantanal, executado pelo Instituto Sustentar de Responsabilidade Socioambiental. Diante da situação de emergência, a empresa fez o aporte adicional de recursos.


A gerente executiva de responsabilidade social da Petrobras, Olinta Cardoso, destacou que a integração de esforços é fundamental para ajudar na recuperação da fauna e da flora do Pantanal.


“A nossa participação nessa campanha foi com a doação de R$ 150 mil, o que dobra a meta de captação do projeto. O momento é de emergência, o Pantanal precisa de ajuda e a nossa atuação”, disse.


O coordenador do programa de educação ambiental do projeto Bichos do Pantanal, Mahal Massavi, explicou o trabalho que está sendo feito, como o fornecimento de alimentos aos animais em áreas mais críticas. “A campanha Bicho Vivo, associada a uma rede de parceiros, tem o objetivo de garantir o bem-estar e a recuperação da fauna pantaneira com o fornecimento de medicamentos, apoio logístico aos profissionais e alimentação”.




Os animais resgatados requerem tratamentos diferenciados. Aqueles com ferimentos mais leves são tratados pela equipe veterinária no local. Nos casos de queimaduras graves, eles são encaminhados para hospitais veterinários de Cuiabá e Goiás. O Instituto Sustentar destaca que os animais que resistiram ao fogo serão os responsáveis pela recuperação da vida na região.




No último dia 15, o Governo Federal anunciou o repasse de R$ 3,8 milhões para ações de combate a incêndios florestais no Mato Grosso do Sul, especialmente na região do Pantanal. O recurso vai custear 37 ações, a serem implementadas durante 90 dias. Ele se soma a outros R$ 562,8 mil já transferidos pela União para auxiliar no enfrentamento às chamas. Já o Mato Grosso vai receber R$ 10,1 milhões em ajuda federal para o combate aos incêndios.


Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostram que, entre janeiro e 21 de setembro de 2020, foram registrados 16.119 focos de incêndio no Pantanal.


As Forças Armadas atuam no combate a incêndios na região do Pantanal, desde 25 de julho, em cooperação com os órgãos federais e estaduais competentes. Inicialmente, atendendo à solicitação do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul e, posteriormente, do Mato Grosso, cuja área do Pantanal também passou a ser contemplada a partir de 5 de agosto último.



De acordo com o Ministério da Defesa, participam da operação embarcações e helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de Fuzileiros Navais com curso de incêndio florestal.


Fonte: Gov.br

Veja Mais

Veja Mais