• Redação

Reconstituição é feita onde ex-Capitão do BOPE foi morto


Aconteceu na manhã deste domingo (12), na cidade de Esplanada - Bahia, a reconstituição da operação que resultou na morte do ex-capitão Adriano da Nóbrega, do BOPE (Batalhão de Operações Especias), do Rio de Janeiro. Um equipe de peritos da Polícia Técnica (DPT), estiveram no local onde Adriano foi morto em uma suposta troca de tiros, com policiais federais, militares e civis.

Considerado o chefe de uma milicia carioca e acusado de vários homicídios, o ex-caveira estava foragido e vivendo na região do Litoral Norte na Bahia, contra ele existia um mandado de prisão expedido pela justiça fluminense. Após escapar de um cerco no condomínio de luxo, no Litoral Norte, em janeiro, o acusado ficou escondido em um sítio de propriedade de um político baiano. No dia 9 de fevereiro deste ano, Adriano foi localizado e morto por uma força tarefa de policiais civis, militares e federais de três Estados (Rio de Janeiro, Espirito Santo e Bahia).


A solicitação da reconstituição foi um pedido do advogado da família e acompanhada por delegados do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). O laudo tem prazo de 30 dias para ficar pronto, onde será anexado aos outros exames periciais como do corpo de Adriano, do colete balístico e da análise do local do crime. 

Veja Mais

Veja Mais