• Redação

Salvador recebe R$ 1,3 milhão do Governo Federal para obras de saneamento básico



O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), liberou mais de R$ 1,3 milhão para obras de saneamento básico em Salvador, na Bahia. Os recursos serão usados em manejo de águas pluviais, beneficiando quase 82 mil famílias na região. Cerca de 12 mil empregos serão gerados com as intervenções.




Serão realizadas ações de canalização e revestimentos na calha dos rios Jaguaribe e Canal Mangabeira e de construção de vias marginais aos rios. Além disso, a urbanização do local contará com a instalação de obras de arte.




O secretário Nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, reforça que os investimentos no setor garantem que a população tenha mais saúde e qualidade de vida. "Serviços como tratamento de água e esgoto são essenciais. E a falta de investimentos acarreta uma série de problemas de saúde. Por isso, as ações voltadas para saneamento básico trazem ganhos inestimáveis à população", afirma.




O empreendimento fica próximo à orla de Salvador, na região do Bairro da Paz e Piatã, e atende uma população em situação de vulnerabilidade. Em agosto deste ano, o Governo Federal já havia liberado outros R$ 614 mil para a continuidade das obras nessa região da capital baiana.





Também nesta terça-feira (5), o MDR anunciou a liberação de recursos para obras de saneamento em outras cinco cidades brasileiras. São Paulo (R$ 2,3 milhões) e Porto Alegre (R$ 771 mil) também usarão o investimento para o manejo de águas pluviais.




Em Natal, no Rio Grande do Norte, mais de R$ 1,1 milhão foi liberado para obras de saneamento integrado. Ji-Paraná, em Rondônia, contará com R$ 24,7 mil para obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade.




Já Belém, no Pará, teve repasse aprovado de cerca de R$ 306 mil para a elaboração de estudos e projetos de engenharia para obras da segunda etapa da Estação de Tratamento de Esgoto Una.





Desde janeiro, R$ 298,8 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outro R$ 1,1 bilhão foram assegurados para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outros fundos federais financiadores.




Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor - contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados - é de 1.151 empreendimentos, somando um total de R$ 42,9 bilhões, sendo R$ 25,1 bilhões de financiamentos e de R$ 17,7 bilhões de Orçamento Geral da União.





Veja Mais

Veja Mais