• Redação

Coincidência ou não? Livro de 1981 descreve surgimento do coronavírus


Volta a circular nas redes sociais o trecho do livro The eyes of darknes (Os olhos da escuridão), de 1981, do escritor norte-americano Dean Koontz, que conta a história de uma arma biológica chamada "Wuhan-400", causando pandemia mundial. A ficção virou realidade, em 2020, o coronavírus já causou a morte de mais 3,9 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo o continente Americano a registrar o maior número de mortes, seguido da Europa.






Conhecido como autor de suspense e terror, Koontz no seu livro narra o desenvolvimento de um micro-organismo por um cientista chinês em uma arma biológica que se chama "Wuhan-400", justamente o mesmo nome da cidade de Wuhan, na China, onde ocorreu os primeiros casos do covid-19.



O livro apresenta outras coincidências, o nome do cientista da vida real que apresentou para o mundo os estudos sobre o coronavírus, se chama Li Chen o mesmo nome do personagem da ficção.


No trecho do livro que está sendo divulgado nas redes sociais mostra que o vírus foi criado como uma arma biológica que será levado para os Estados Unidos:


O cientista chinês chamado Li Chen partiu para os Estados Unidos, carregando um disco da mais importante e perigosa nova arma biológica da década feita pela China. Eles a chamam de "Wuhan-400" porque foi desenvolvida em seus laboratórios de RDNA nos arredores da cidade de Wuhan, e foi a 400; cepa viável de um micro-organismo feito pelo homem em um centro de pesquisa.

As teorias da conspiração parecem não ter fim com a "Guerra Fria", cada dia que passa a informação e a contrainformação utilizadas na guerra do poder entre as nações estão sendo mais usadas como nunca antes, deixando de cabelos em pé os mais simples dos mortais.



O que não podemos deixar de questionar é como uma nação que foi acometida por esse vírus mortal tenha se recuperado tão rapidamente e tornado o principal fornecedor de imunizante do mundo. Uma frase muito conhecida pode explicar essa situação "criar dificuldade para vender facilidade", traduzindo: dar de graça a doença para vender o remédio.



Mesmo com os negacionistas afirmando que o coronavírus tenha sido criado pela natureza, só temos uma única certeza, a primeira vítima do covid-19 foi a verdade.

Veja Mais

Veja Mais