• Redação

Deputado convoca PMs a entrar em estado de greve



Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Policia Militar da Bahia, interviu no protesto realizado pelo policial militar Wesley Soares de Goés, na tarde do domingo (28), disparando várias vezes contra o colega de farda.

Socorrido em uma ambulância, o PM foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Com a notícia do militar baleado, um deputado que representa uma associação de classe, convocou todos os policiais militares que estivessem de folga e trabalhando para uma assembleia extraordinária.



Centenas de militares se reuniram em frente ao HGE, às 22h do domingo onde decidiram entrar em estado de greve, o anuncio foi feito através de um vídeo nas redes sociais, convocando ainda os PMs de Salvador e Região Metropolitana para uma assembleia, ás 9h em frente ao Farol da Barra, para deflagração total do movimento paredista. No interior, o deputado deixou livre para os demais lideres escolherem o local da assembleia.



Há cerca de dois anos, uma outra greve convocada pelo mesmo deputado fracassou depois que o governo entrou com uma ação no Tribunal de Justiça do Estado, contra o movimento, que resultou com o fechamento temporário da sua associação.

Veja Mais

Veja Mais