• Redação

Governador fecha o comércio de Salvador e RMs e abre do interior para não perder votos



Após diversos protestos por todo o interior da Bahia e pensando na eleição de 2022 para governador e deputados, devido a campanha já ter iniciado no interior de forma velada, o governador Rui Costa prorrogou novamente o decreto de lockdown para Salvador e Região Metropolitana de Salvador (RMS), enquanto no interior autorizou a reabertura do comércio.




As grandes manifestações que aconteceram por todo o dia desta terça-feira (2), no interior do Estado fizeram com que o governador afrouxasse as medidas restritivas.




Com medo de perder o eleitorado nas principais cidades do interior e não prejudicar a campanha que já vendo sendo feita por seus aliados, o governador Rui Costa ao reeditar o decreto liberou a abertura do comércio para todas as cidades do interior, mantendo somente o toque de recolher das 20h às 5h até 01 de abril, o que já vinha sendo feito.




O decreto ainda estabelece que das 18h dessa sexta-feira (5) até as 5h de segunda-feira (8), somente poderão funcionar serviços essenciais no interior da Bahia.




Os municípios que integram a RMS são: Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz, continuaram sendo obrigado até seu comércio fechado.




A venda de bebidas alcoólicas está liberada até às 18h de sexta-feira e proibida no sábado e domingo, essa medida seguirá valendo em todo o estado até às 5h de segunda-feira (8), inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery).




Embora nos indicadores da transparência do covid-19 da prefeitura de Salvador não apontarem nenhuma redução ou aumento dos casos e ocupações de leitos, o prefeito Bruno Reis decidiu apoiar a prorrogação, mesmo sabendo que a Organização Mundial da Saúde (OMS) já afirmou que lockdown não apresenta nenhum resultado concreto na redução dos casos confirmados.




Um grupo de empresários de Salvador informou ao Rx Notícias que os protestos continuarão até que o comércio volte abrir e mandou um recado ao prefeito Bruno Reis," do mesmo modo que votamos, podemos muito bem não votar mais", afirmou um dos empresários.

Veja Mais

Veja Mais