• Redação

Mais uma aeronave recebe a marca dos Correios




Nos últimos dois anos, os Correios retomaram fortemente os investimentos em sua capacidade operacional, de forma a absorver o significativo incremento no volume de encomendas, muito impulsionado pelo crescimento do comércio eletrônico.


Desde então, os Correios têm conseguido oferecer uma série de inovações aos clientes. Além da decisão de manter os valores dos serviços de encomendas em 2022, a empresa tem trabalhado na ampliação da disponibilidade de transporte para a cadeia logística. Uma das iniciativas consiste na contratação de porões de aeronaves comerciais para o transporte de encomendas expressas.


Em continuidade às ações corporativas de fortalecimento da identidade empresarial e da sua frota aérea, os Correios disponibilizam a segunda aeronave caracterizada com a sua respeitável marca. Em janeiro, o primeiro avião identificado com as cores e logo da estatal foi batizado em meio às comemorações dos 359 anos dos serviços postais brasileiros.


Os dois aviões integram a Rede Postal Noturna (RPN) operacionalizada pelos Correios há mais de 40 anos. Graças à RPN, a estatal consegue escoar, pelo transporte aéreo, parte significativa da carga confiada aos Correios, garantindo assim a qualidade dos serviços de entrega em todo o País. Em média são 310 toneladas de encomendas transportadas diariamente pelo modal aéreo, proporcionando agilidade e confiabilidade ao fluxo postal.


Com esses recursos, desde o ano passado a empresa tem anunciado a redução de prazos de entrega em vários trechos nacionais e expandido a cobertura do Sedex para mais localidades.


Os Correios seguem atentos às indicações e tendências do mercado, para dar o suporte necessário aos clientes e empreendedores brasileiros que buscam por prazos e preços cada vez mais competitivos.

Veja Mais

Veja Mais