• Redação

Peritos da Sewell realizam perícia no local onde Wesley foi morto



Uma equipe de peritos da Secrim Sewell Criminalística estiveram no início da tarde desta terça-feira (13), realizando uma perícia em frente ao Farol da Barra, em Salvador, no local onde o policial militar Wesley Soares de Góes foi morto por membros do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).



Por mais de 3h, os peritos realizaram a perícia no local onde o soldado Wesley foi abatido, a imprensa acompanhou as investigações forenses, que irão determinar as circunstâncias dos fatos que ocorreram na noite do dia 28 de março.



Segundo o chefe da equipe da Sewell, Eduardo Llanos, foram realizadas várias pericias, que tem o objetivo de determinar a dinâmica do crime, além do registro fotográfico forense foram feitas medições e trajetórias, além de croquis do local em 3D, "nosso objetivo aqui é trazer a verdade dos fatos através da pericia forense", afirmou Eduardo.



Para Llanos, nesse primeiro momento foram realizados o mapeamento do local e a analise das distâncias onde o soldado estava e os membros do Bope, bem como a trajetória dos tiros que atingiram Wesley e busca minuciosa na parte superior do gramado a procura de um possível fragmento de projétil que poderia ter ficado no local, "iremos analisar também todas as imagens feitas, desde do momento em o policial estava vivo até ele ser neutralizado (morto)", concluiu.



A Sewell é a principal empresa de perícia criminalística particular, atuando mais de 20 anos no Brasil, sendo responsável por elucidação de crimes e absolvição de inocentes, através das diversas técnicas e equipamentos na investigação forense.

Veja Mais

Veja Mais