• Redação

Policiais civis terão um novo espaço para acompanhamento psicológico




Os policiais civis da Bahia a partir de agora contarão com um novo espaço para o acompanhamento psicológico. Com objetivo de apoiar os policiais que vem sofrendo por depressão e síndrome do pânico, por conta dos assédios, perseguições, humilhações cometidos por superiores hierárquicos nas delegacias, como também problemas pessoais.


Segundo Ana Carla, vice-presidente do SINDPOC (Sindicato dos Policiais Civis da Bahia), os afiliados serão atendidos por uma psicóloga, em uma sala que foi planejada nos mínimos detalhes, prezando pelo conforto, porque a sede do SINDPOC é a segunda casa do policial civil, ”aqui ele estará acolhido pelos seus colegas que darão todo apoio, além da profissional que irá atendê-lo”.



Os policiais trabalham sob forte pressão e acabam que tendo seu emocional abalado, mais preocupante ainda quando se tornam vítimas de violência psicológica e moral, por isso o apoio psicológico é importante para prevenir possíveis transtornos mentais, que afetam também seus colegas e familiares.


O Sindicato está realizando essa ação objetivando prevenir e combater quaisquer danos a saúde da categoria para que não acabem virando uma depressão e até um transtorno mental, “o policial tem um trabalho muito desgastante e precisa de apoio psicológico, em nossa sede terão uma profissional a sua disposição para melhor atende-lo”, concluiu Ana Carla.


O atendimento será realizado pela psicóloga Raísa Alcantâra, no período matutino e vespertino, nos horários das 8h às 12h e das 13h às 17h. O agendamento pode ser feito através do telefone (71) 3016-4541.

Veja Mais

Veja Mais