• Redação

Rap denuncia a população a verdade sobre o fim dos trens do subúrbio




Com objetivo de chamar atenção da população sobre a extinção dos trens do subúrbio, feita pelo Governo do Estado da Bahia, um rap produzido para denunciar e mostrar quem vai ganhar de fato com o fim dos trens do subúrbio de Salvador.



Com o nome “Negócio da china” e o refrão - o trem do subúrbio não pode parar-. A letra do rap conta aos moradores do subúrbio ferroviário e toda a sociedade baiana qual de fato o interesse em desativar os trens de Salvador.



A música esclarece como os políticos baianos dão um jeitinho para se beneficiar, enganando a população e se perpetuando no poder pagando os meios de comunicação para vender ilusão de que vai melhorar.



A notícia do encerramento das atividades dos trens para o próximo dia 15 de fevereiro, vem causando revolta entre os moradores do subúrbio e todos os baianos. A história dos trens de Salvador, datam o início do século 19, ao mesmo tempo em que ocorre o desenvolvimento da Bahia e o início do crescimento econômico da Cidade de Salvador.



Devido a sua importância histórica e cultural para a Bahia e todo o Brasil, os trens de Salvador ligaram o nordeste ao sudeste. Desativar os trens do subúrbio para implantar um sistema de monotrilho é apagar a história de um estado por causa de um pequeno bando que só querem se beneficiar às custas dos baianos para se manter no poder.



Se houvesse de fato interesse em favorecer a comunidade suburbana em melhorar o transporte público e oferecer emprego e renda, com 2,5 bilhões de reais daria para comprar 20 trens de última geração, reformar todas as estações, realizar as manutenções na via férrea por 03 anos e ampliar sua malha ferroviária até Juazeiro, como um dia já foi, expandindo os agronegócios para os portos da Bahia, sem contar ainda com o aumento das atividades turísticas. Por fim, o número de empregos que geraria ultrapassaria mais de 10 mil vagas diretas e indiretas.

Veja Mais

Veja Mais