• Redação

Wagner diz ao Rx que votou "contra" auxilio emergencial para o bem dos baianos


Após a matéria publicada na sexta-feira (5), no site Rx Notícias, Senador Jaques Wagner votou contra o auxilio emergencial, a notícia causou um mal estar entre eleitores do PT e indignação entre os baianos. Com aprovação da PEC, que traz de volta o auxilio emergencial, momento mais esperado por milhares de baianos e brasileiros que perderam seus trabalhos por conta do fechamento do comércio e devido a pandemia do covid-19, além das prorrogações dos decretos de lockdown que volta acontecer no país.



A PEC foi aprovada no valor de R$44 bilhões, inclusive sobre a pressão dos senadores de oposição que pedia a supressão do limite de gastos, já que o benefício será pago por fora do teto de gastos do orçamento e do limite de endividamento do governo federal.



O pagamento do auxílio em 2020, na primeira versão, ultrapassou os R$300 bilhões de custo total e foi pago a cerca de 68 milhões de pessoas.



A repercussão da matéria caiu como uma bomba para os petistas, confiante que a imprensa "marrom" financiada pelo estado se omitiu em não divulgar quem foram contra a PEC, mostrando que a maioria da mídia local estão apenas preocupados em receber a publicidade tamanho G do governo do PT.



Nesta manhã, o senador e ex-governador Jaques Wagner, encaminhou um mensagem para o Instagram do site Rx Notícias informando que não "votou ou votará contra a auxilio" e que defende um auxilio de R$600 até o fim da pandemia". Ainda na mensagem, o voto foi contra o limite imposto pelo governo com essa PEC que vai resultar num auxílio insuficiente para a sobrevivência das famílias.



O negacionismo do senador Jaques Wagner em afirmar que votou contra o auxilio emergencial para o bem dos baianos e dos brasileiros é a certeza que a população irá esquecer facialmente desse fato, já que uma mentira contada mil vezes, torna-se verdade!



Ainda a mensagem fala que os petistas defendia a troca do auxílio, que vai ser pago num valor menor e para uma quantidade menor de famílias, a PEC Emergencial aprovou novas regras fiscais que impactarão negativamente no bolso da população, impedindo valorização do salário mínimo, a contratação de novos leitos de UTI, congelando salários de servidores.



O que a nota do senador não esclarece o porque ele e nem o seu partido ainda não propôs a redução dos salários de 60% para todos os políticos brasileiros (presidente, senadores, governadores, prefeitos e vereadores), inclusive também das despesas de gabinete para que fossem somados ao valor do auxilio emergencial ou até da ampliação de beneficiados.



Com certeza jamais o senador Jaques Wagner colocaria um projeto como esse, muito menos dividiria sua aposentadoria de ex-governador e seu gordo salário de senador em beneficio do povo.



Agora senador, você deveria perguntar ao governador Rui Costa quando serão devolvidos os milhões de reais que foram destinados a compra de respiradores que não foram entregues. Além dos bilhões repassados pelo governo federal para o combate do covid-19. Agora o Rx Notícias pergunta, para aonde foram parar os 1.137 leitos fechados nos hospitais de campanhas?



Só lembrando os servidores estaduais estão desde 2015 sem aumento salarial e o pior a farra de nomeação de cargos comissionados continua, mesmo favorecendo pessoas aposentadas inclusive pelo próprio estado. Enquanto isso, centenas de policiais civis que passaram no concurso público foram nomeados, mas não tomaram posse.



Uma coisa é certa o site RX Notícias continuará informando a sociedade a verdade das notícias, nosso compromisso é com a verdade doa a quem doer!

Veja Mais

Veja Mais